Curitiba: Atleta paraolímpico assume coordenação de paradesportes

 

(foto: Jaelson Lucas/SMCS)

O atleta paraolímpico Moisés Domingues Batista, 35 anos, foi designado para a coordenação de paradesportes da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude (Smelj). Batista, que nasceu com má formação congênita, participa de competições internacionais há mais de 15 anos e representou o Brasil nas Paraolimpíadas de Atenas (2004) e Pequim (2008). Em 2011, ganhou medalha de prata nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara (México). Há pouco mais de um ano, ele deixou a natação e passou a se dedicar à prática do rúgbi em cadeira de rodas. Atualmente integra a seleção brasileira da categoria.

 

De acordo com o secretário de Esportes, Lazer e Juventude, Aluisio de Oliveira Dutra Júnior, a indicação de uma pessoa especialista na área é necessária para a pasta não ficar “apenas na retórica” sobre o paradesporto. “Para promover ações voltadas ao esporte para pessoas com deficiência, que tem inúmeras particularidades, há necessidade de termos um especialista no comando. A escolha de Moisés Batista demonstra, dentro de uma política pública, a importância que a administração municipal, em especial a Smelj, trata de assuntos ligados ao paradesporto”, afirmou o secretário.

Além da prática esportiva, Moisés Batista também conta com experiência na área de gestão, pois preside o CEDE (Clube Esportivo do Deficiente) que formula projetos em parceria com a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Pr) e ADFP (Associação dos Deficientes Físicos dos Paraná).

Trabalho
Batista acredita que poderá ajudar no desenvolvimento de políticas públicas voltadas ao paradesporto. “É um desafio grande assumir essa coordenação. Em Curitiba, o paradesporto evoluiu muito com investimentos através da Lei de Incentivo ao Esporte. Mas ainda há muito para se fazer. Temos que trabalhar visando a capacitação de profissionais que saibam lidar e orientar pessoas portadoras de deficiência que têm direito à prática de esportes e lazer como qualquer outro indivíduo em praças e parques. Também vamos correr atrás de um local para o Centro de Treinamento, espaço voltado para a prática de esporte de alto rendimento ”, comentou.

Para o coordenador, o principal desafio de sua nova função será criar uma política de atendimento às pessoas com deficiência que queiram praticar esporte nos três estágios: esporte escolar, esporte de rendimento e esporte como lazer. “Será preciso unir forças entre clubes, agremiações e ONGs para a criação de projetos que fortaleçam Curitiba. Nossa capital tem potencial e fama na formação de campeões”, disse.

Ele vai mapear os equipamentos disponíveis ao portador de deficiência na capital e divulgar. “Hoje há apenas informações isoladas fornecidas por agremiações ou clubes ligados a área. Falta informação para as pessoas e queremos mudar esse quadro”, afirmou. A coordenação do paradesporto da Smelj fica na Praça Plínio Tourinho, bairro Rebouças.

Fonte: Bem Paraná

Anúncios