Incentive um sonho paraolímpico

Treinando seis horas por dia na própria casa, a paratleta taquarense Karoline Podlasinski, de 29 anos, busca continuar conquistando bons resultados em competições e sonha com o ouro paraolímpico no para-tiro. Há apenas um ano no esporte, ela já coleciona três medalhas de bronze e uma de prata conquistadas em eventos nacionais. Entre cinco e sete deste mês, a atleta participou da I Copa Brasil de Para-Tiro Esportivo, em Curitiba, onde conquistou sua medalha de segundo lugar. Anteriormente, ela também conquistou o segundo lugar mais alto do pódio na primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Tiro On-line, em Porto Alegre. A próxima fase da competição será sediada no Tiro 4, também na capital gaúcha, durante o dia 27 de abril.


Atualmente, Karoline treina semanalmente com Arnaldo Mendonça, técnico, juiz internacional de tiro e ligado ao Exército, em Porto Alegre. Como a atleta constantemente se desloca para outras cidades e estados para participar de competições e treinos, ela busca apoiadores financeiros. “Minha família e meu clube me dão total apoio motivacional, mas preciso de ajuda na parte financeira, pois tudo custa caro e o Comitê Paralímpico Brasileiro não cobre a maioria das despesas”, contou a atleta que investiu cerca de R$ 8 mil na arma de ar comprimido que usa e, eventualmente, gasta R$ 350,00 só em chumbos para ela.
Os primeiros tiros foram dados pela atleta em fevereiro do ano passado, quando chegara ao esporte. Ela iria fazer esgrima, “mas como minha deficiência limita minha força, pensei em desistir do esporte. Então me apresentaram o tiro e eu fiquei encantada com a concentração, a calma e o controle absoluto que o envolvem”, contou Karoline. Hoje, além de mirar em um alvo com cerca de três centímetros colocado a 10 metros de distância, ela frisa o esporte como transformador pessoal. “Aconselho às mulheres com qualquer tipo de deficiência a praticarem algum esporte. Através disso conhecemos nossa capacidade de superar problemas. Gera mudança de vida”, concluiu.

Interessados em apoiá-la podem fazer contato pelos telefones 9941-9637 e 8407-2844 e pelo email karolparatiro@gmail.com.