CBTM realiza Detecção de Talentos Paralímpicos em São Paulo

No último sábado, dia 13, a CBTM realizou a 3ª Detecção de Talentos Paralímpicos do ano, em São Paulo, na Etapa Regional do Circuito Caixa Loterias. Essa foi a segunda vez que detecção foi realizada simultaneamente ao Circuito, a primeira foi no mês passado em Manaus.

O projeto é parte dos trabalhos da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa para massificar o esporte entre as classes Paralímpicas. Celso Toshimi, técnico da Seleção Brasileira Paralímpica, acompanhado de Camila Ribeiro e Silmara Gama, Assistente de Seleções Paralímpica e Coordenadora do Centro de Treinamento da CBTM respectivamente, foi o responsável pela Detecção.

A mesa foi montada no Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, Ibirapuera, para a realização do evento. Celso Toshimi encontrou seis atletas com potencial para a modalidade, mas Silvana Santos chamou a atenção do técnico. Segundo o próprio, a atleta que hoje pratica atletismo, teve um progresso considerável no tempo em que esteve jogando com ele.

— O Celso dava dicas na hora de como segurar a raquete, orientava os atletas sobre o ângulo ideal da bolinha, e a Silvana além de ter mostrado uma evolução ao final do treino, mostrou-se empolgada com a nova modalidade. —, comenta a Assistente da Seleção Paralímpica, Camila Ribeiro.

Silvana saiu do evento otimista em relação ao Tênis de Mesa na sua vida, — Não sabia que gostaria tanto do esporte, hoje o Celso me ensinou muitas coisas novas, ainda ganhei a raquete e a bolinha para treinar em casa, tenho certeza que vai ser um grande incentivo para mim na modalidade —, comentou a atleta Paralímpica.

O Circuito Caixa Loterias foi realizado entre os dias 13 e 14, com competições de atletismo e natação. A etapa de São Paulo contou com mais de 620 atletas Paralímpicos, superando a quantidade da fase regional Rio-Sul, em fevereiro, no Rio de Janeiro, que contou com mais de 400 participantes, e a do Norte-Nordeste, em Manaus, em março, que foi disputada por mais de 360.