Especialistas se reunem para discutir maior divulgação do esporte paraolímpico

O mundo deve mudar a percepção e a atitude que tem com relação aos esportes paralímpicos e vê-los não como uma competição menor, mas sim como exemplo de superação, de acordo com especialistas que se reuniram nesta segunda-feira no Rio de Janeiro.
Os desafios enfrentados pelos atletas com deficiência foram analisados em um seminário na capital fluminense, que contou com a participação de membros do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

“Os Jogos são esportes de superação, em que algumas pessoas fazem coisas que outras, que têm o corpo completo, não conseguem fazer”, disse o diretor de Comunicação do IPC, Craig Spence.

O encontro também debateu a necessidade de uma mudança de tratamento dos meios de imprensa com o evento.”O esporte paralímpico é de super humanos, como o olímpico. Temos que transformar as medalhas que eles conquistam em notícia”, disse o coordenador de comunicações do CPB, Daniel Brito.

O diretor de Comunicação do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, Carlos Villanova, declarou que é importante que a imprensa mude sua atitude, pois os paralímpicos vão além do esporte e tem participações em outros setores da sociedade, como saúde e educação.

Fonte: UOL