Astro paraolímpico assume papel de modelo para jovens

O Jornal O Globo, do Rio de Janeiro, pegou um ângulo interessante e diferentes dos demais para falar de Daniel Dias e seu sucesso

Leia um pedaço da matéria abaixo

Campeão, exemplo, astro e ídolo, Daniel Dias coleciona medalhas em Jogos Paralímpicos e se tornou, no fim da noite de segunda-feira, o primeiro brasileiro a ter conquistado duas estatuetas do Prêmio Laureus, o Oscar do Esporte. O nadador já havia recebido o troféu na edição de 2009 e agora teve nova consagração, desta vez no Teatro Municipal, no Rio, que pela primeira vez recebeu o evento. Em 2014, a edição será de novo na cidade.

Até então, haviam recebido o prêmio Pelé (futebol, 2000), Ronaldo Fenômeno (futebol, 2003), Bob Burnquist (skateboarding, 2002) e Daniel, em 2009. Primeiro bicampeão, na categoria paralímpica, o nadador nascido em Campinas, a 24 de maio de 1988, com má formação congênita de membros superiores e da perna direita, atribuiu a horas e horas de treino e à sua dedicação as conquistas de nove medalhas paralímpicas (quatro ouros, quatro pratas e um bronze) em Pequim-2008 e seis (de ouro) em Londres-2012, num total de 15.

Consciente do papel, sabe ser uma referência:

— Acho que estamos carentes de bons exemplos e de ídolos. Fico feliz de ser modelo para crianças e jovens. Quem sabe possa nadar ao lado deles em revezamentos, no futuro.

Veja mais aqui:  http://tinyurl.com/b8rm8m5