CBTM define critérios para o ‘Bolsa Atleta Paraolímpico 2013’

O site da CBTM passa algumas informações sobre o Bolsa Atleta 2013.

Vale se atualizarImage

Através da Liderança de Seleções Paraolímpicas a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), definiu os critérios para os atletas paraolímpicos com direito ao pleito do programa Bolsa Atleta 2013, seja ela Bolsa Nacional, Internacional ou Paraolímpica.

Bolsa Atleta Nacional

Terão direito de pleitear o Programa Bolsa Atleta Nacional o 1º, 2º e o 3º colocados do Ranking Paralímpico Nacional CBTM 2013, em todas as classes. Para classes que, por ventura, tenham quatro ou menos atletas ranqueados, os mesmos serão combinados com classes superiores/inferiores a fim de termos um mínimo de 05 (cinco) atletas, conforme legislação vigente do programa Bolsa Atleta.

Os resultados obtidos no 44º Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa serão válidos para pontuação no Ranking Nacional CBTM, sendo os mesmos não válidos para pleito de Bolsa Atleta em caráter exclusivo (ou seja, somente estar entre os três primeiros no 44º Campeonato Brasileiro não dá direito a pleito de Bolsa Atleta).

Conforme informado no Regulamento Geral de Competições, a pontuação dada no Campeonato Brasileiro é superior às etapas de Copa Brasil e de outros torneios (estaduais, interestaduais, entre outros previamente validados pela CBTM), o que denota sua importância.

Bolsa Atleta Internacional

Terão direito a Bolsa os atletas que alcançarem o 1º, 2º e/ou 3º lugares nas seguintes competições internacionais: Parapanamericano de Tênis de Mesa, a ser realizado de 02 a 07 de julho, no Brasil; Copa Tango XI, a ser realizada de 08 a 10 de novembro, em Buenos Aires, Argentina.

Bolsa Paraolímpica

Para ter o direito a Bolsa Paraolímpica o mesatenista precisa ter participado na condição de atleta dos Jogos Paralímpicos de Londres 2012, realizados de 29 de agosto a 09 de setembro, porém o atleta deverá participar de pelo menos um evento internacional na temporada 2013, conforme legislação vigente do programa Bolsa Atleta.

Para mais informações sobre o programa Bolsa Atleta, oferecido pelo Ministério do Esporte, clique aqui.

Os eventos internacionais indicados para pleito de Bolsa Atleta podem sofrer alterações de data e local. Caso seja(m) cancelado(s), outro evento equivalente será indicado posteriormente.

Manutenção da bolsa

Para manter a bolsa, seja ela nacional, internacional ou paralimpica o atleta tem que participar de pelo menos uma edição do Circuito Copa Brasil por semestre, disputar o Campeonato Brasileiro e participar de dois treinamentos se for convocado.