Londres sedia em abril evento-teste para rúgbi em cadeira de rodas; Brasil escolhe mascote

Na onda do Rugby vai mais uma:

Quatro das melhores equipes de rúgbi em cadeira de rodas do mundo participarão, entre os dias 18 e 19 de abril, de um evento teste-para a Paraolimpíada de Londres.

A competição, que ocorrerá na Arena de Basquete do Parque Olímpico, será disputada pelas seleções da Austrália (segunda do ranking), Suécia (quarta), Canadá (quinta) e Grã-Bretanha (sexta). Os Jogos Paraolímpicos estão programados para o período entre 29 de agosto e 9 de setembro.

O torneio-teste será usado para a checagem de operações logísticas fundamentais antes do evento principal, como espaço de jogo, cronometragem e placar.

O Brasil não estará nesse evento, mas a nossa equipe evolui a passos largos. Na ‘esfera’ profissional está sendo feita a votação do símbolo do Brasil Rugby.

O rugby brasileiro está perto de ganhar sua nova cara. Os Araras, os Tupis e os Sucuris foram os selecionados para a votação online que está disponível no site da Confederação Brasileira de Rugby –www.brasilrugby.com.br. É a última etapa do processo de escolha pública iniciado em 2010 pela CBRu para a escolha do símbolo do rugby brasileiro.
As principais seleções do mundo tem sua equipe vinculada a um símbolo. Os argentinos são os “Pumas”, os chilenos estampam o “Condor” em seus uniformes, os australianos são conhecidos como “Wallabies” (uma espécie de canguru), os sul-africanos, como “Springboks” (espécie de antílope) e a Inglaterra, terra do rugby, é a “Rosa”. A exceção é a Nova Zelândia, que tem como símbolo uma folha de Silver Fern, espécie de samambaia típica do país, mas é chamado de All Blacks.

Participe!!!!!