Justiça do Rio suspende licitação do Parque Olímpico da Olimpíada de 2016

A Justiça suspendeu a licitação para a obra do Parque Olímpico que será usado na Olimpíada de 2016. Em decisão liminar tomada na terça-feira, a juíza Roseli Nalin, da 5ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, resolveu impedir a entrega de propostas para a construção do parque, que estava marcada para esta quarta-feira.

A juíza decidiu acatar o pedido da Defensoria Pública estadual, responsável pela ação. Em sua decisão, ela afirma que a obra estará suspensa até que seja assegurado o direito a moradia dos moradores da Vila Autódromo, vizinha ao autódromo de Jacarepaguá, local do futuro Parque Olímpico.

Moradores da Vila Autódromo vivem na área onde a Prefeitura do Rio de Janeiro pretende construir uma das principais instalações para os Jogos Olímpicos de 2016 há cerca de 40 anos. Desde a realização dos Jogos Pan-Americanos, em 2007, eles travam uma batalha contra o município para não serem removidos dali.

A decisão liminar reconhece o direito desses moradores sobre a área da vila. Por isso, suspende a contratação das obras previstas para o local. Caso a prefeitura não atenda a determinação da Justiça, está sujeita a multa de R$ 20 mil.

Fonte: UOL