A Festa da América é uma celebração inclusiva

A Festa da América é uma celebração inclusiva

No dia 26 de agosto, o “Fogo da Unidade” foi acendido nas Pirâmides de Teotihucan, o sítio arqueológico mais importante do vale do México, anunciando o início dos Jogos Panamericanos de Guadalajara 2011.

Daqui a exatos oito dias, então, a tocha panamericana vai ter percorrido todo o seu caminho e passado por 38 diferentes cidades mexicanas, sempre acompanhada por uma caravana e espalhando o espírito dos Jogos pelo país.

Mais de 2.500 pessoas, incluindo pessoas com deficiência, tiveram a chance de carregar a tocha panamericana ao longo deste caminho, provando que a Festa da América é uma festa inclusiva, que une todas as pessoas, independentemente de suas diferenças físicas. Cada estado que participou do revezamento, incluiu pelo menos um atleta de esporte adaptado.

A flama panamericana, assim como a olímpica, representa valores de excelência, amizade e respeito. Ser um portador ou apenas uma testemunha da passagem da tocha que representa esses ideais é uma experiência inesquecível para crianças, jovens e adultos.

 

Fonte: Guadalajara 2011