Brasil estreia com vitória no Pan de vôlei

Brasil estreia com vitória no Pan de vôlei

O primeiro compromisso do Brasil no Parapanamericano Feminino de Vôlei Sentado foi cumprido com louvor. Na abertura da competição, que vale vaga para as Paraolimpíadas de Londres 2012, as atletas brasileiras não deram chance para as colombianas e venceram por 3 a 0 (25/0, 25/2 e 25/3). O domínio foi tamanho que a seleção da Colômbia conquistou apenas 5 pontos em toda a partida, sendo dois no segundo set e três no terceiro. No Brasil, os destaques foram Ádria da Silva e Gizele Dias, com 28 e 30 pontos de saque, respectivamente.

Para fechar o dia no ginásio do Clube de Campo de Mogi das Cruzes, as americanas, com grandes chances de brigar pelo título, comprovaram o favoritismo e saíram com a vitória ao bater as canadenses por  3 a 0 (25/9, 25/20 e 25/22). O terceitro set chegou a estar empatado por 21 a 21, mas a equipe dos Estados Unidos, que conta com a melhor atacante de vôlei sentado da América, a número 5, Katryn Holloway, se superou no final e chegou aos 25 pontos. Katryn marcou 13 pontos de ataque durante a partida.

Mesmo perdendo, o Canadá fez um jogo duro e ligou o sinal de alerta no Brasil, que enfrenta as canadenses na manhã desta quinta-feira, 29. A equipe mostrou que as brasileiras encontrarão dificuldades no ataque, já que a número 6 Leahs Hickman e a número 8 Jolan Brunner se destacaram no bloqueio. A equipe marcou 9 pontos neste fundamento.

Apenas uma seleção se classifica para a Paraolimpíada.

Seleção Brasileira Feminina que atuou na vitória sobre a Colômbia:

4 Ádria Jesus da Silva (ADAP)
5 Graciuana Moreira Alves (Adfego)
11 Gabrielle Aparecida Marchi (Adfego)
9 Jani Freitas Batista (ADAP)
2 Ana Paula Araújo (SESI-SP)
1Aderlandi Borges da Silva (SESI-SP)
3 Gizele da Costa Dias (Cepac)
7 Nathalie Filomena de Lima e Silva (SESI-SP)
8 Gislaine Basto Milane Brasil (Assama-PR)

Entenda o vôlei sentado
Surgiu em 1956, na Holanda, a partir da combinação entre o voleibol convencional e o Sitzbal, esporte alemão que não tem a rede, praticado por pessoas com limitada mobilidade e que jogam sentadas. Podem competir amputados, paralisados cerebrais, lesionados na coluna vertebral e pessoas com outros tipos de deficiência locomotora.

Entre o vôlei paraolímpico e o convencional há menos diferenças do que possa imaginar. Basicamente, a quadra é menor, assim como a altura da rede, pois os jogadores competem sentados. Outra diferença consiste no fato de o saque poder ser bloqueado. É permitido o contato das pernas de jogadores adversários, desde que não se obstrua as condições de jogo. O sistema de pontuação, o número de jogadores e a formação da equipe de arbitragem são idênticos à vertente olímpica.

PARAPANAMERICANO FEMININO DE VÔLEI SENTADO

Data: 28/9 a 01/10
Local: Clube de Campo de Mogi das Cruzes – CCMC
R. Duarte de Freitas, 133 – Monte Líbano
JOGOS 
28 de setembro
15h – Brasil 3 x 0 Colômbia
17h – Canadá 0 x 3 USA