Mesa-tenistas brasileiros fazem bonito na Europa

Depois de quase um mês na Europa, onde participou de dois eventos (um em Ostrava, na República Tcheca, e outro em Sheffield, na Inglaterra), a Seleção Brasileira de tênis de mesa adaptado voltou para casa no último domingo, dia 18, com a certeza do dever cumprido e oito medalhas na bagagem: cinco de ouro, uma de prata e duas de bronze.

Os destaques da delegação, que antes de entrar nas disputas passou uma semana se preparando em Lasko, na Eslovênia, foram as atletas Bruna Alexandre e Jane Rodrigues. Juntas, elas conquistaram cinco medalhas. As outras foram obtidas por Claudiomiro Segatto e Joyce Oliveira.

Na Classe 10, a jovem Bruna fechou sua participação com dois ouros em Ostrava (individual e por equipes) e também com o título em Sheffield, em parceria com a atleta australiana Melissa Tapper. As duas venceram a seleção da Turquia na final por duplas.

Jane Rodrigues também fez um grande trabalho, na Classe 8, e conseguiu sua primeira medalha de ouro em competições na Europa na disputa individual, em Ostrava. Depois, na Inglaterra, terminou em quarto lugar no individual e encerrou conquistando o bronze por equipes em parceria com a sueca Josefin Abrahamsson.

Outra parceria de sucesso ocorreu entre Joyce Oliveira e a eslovaca Alena Kanova. As duas venceram as disputas por duplas em Ostrava e garantiram o ouro. Com uma prata por equipes e o bronze no individual, Claudiomiro Segatto também levou o Brasil ao pódio.


As atuações de Carlos Carbinatti também renderam elogios do técnico José Ricardo Rizzone. O atleta da Classe 10 ficou em quarto lugar em Sheffield, após superar grandes adversários, como o décimo, o sexto e o quarto colocados do Ranking Mundial. Contra o número um do mundo, o espanhol Jose Manuel Ruiz, Carbinatti fez jogo muito equilibrado, que terminou 3 a 2.

“Quero parabenizar todos os atletas brasileiros, sem exceção, pelos excelentes resultados que conseguiram nessas duas competições. Estou realmente muito satisfeito e orgulhoso, pois conquistamos um total de oito medalhas e agora podemos voltar para casa com a sensação do dever cumprido, certo de que fizemos o melhor”, afirmou o técnico José Ricardo Rizzone.

O próximo desafio internacional desta equipe é o Parapan de Guadalaja, no México, em novembro.

Fonte: CBTM