CPB recebe homenagem em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Congresso Nacional entrega certificado de honra ao mérito ao presidente Andrew Parsons
CPB recebe homenagem em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com DeficiênciaFoto: Exemplus/CPB

Como parte das comemorações pelo Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro, a Câmara dos Deputados realizou na manhã desta segunda-feira, 19, uma sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães. Entidades que lutam pela melhoria da qualidade de vida, inserção social e defesa dos direitos das pessoas com deficiência foram homenageadas com o certificado de honra ao mérito. O presidente Andrew Parsons recebeu o documento pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), pelas mãos da deputada Prof. Raquel Teixeira (PSDB-GO) e ressaltou na tribuna a importância do esporte no processo de inclusão.

“Fico muito feliz pelo esporte ter sido lembrado. Ele é mecanismo de transformação social, promoção da saúde e exercício de cidadania. As medalhas são muito importantes para o País, mas também são as lutas. O Comitê Paraolímpico Brasileiro assinou recentemente um acordo de cooperação técnica com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD) para o fortalecimento e mobilização política das pessoas com deficiência”, afirmou Parsons em discurso.

A Câmara Federal tem hoje, entre 513 parlamentares, três deputados com deficiência: Rosinha da Adefal (PTdoB-AL), Mara Gabrilli (PSDB-SP) e Walter Tosta (PMN-MG). Autores do requerimento para a realização da sessão solene, os deputados Eduardo Barbosa (PSDB-MG) e Erika Kokay (PT-DF) lembraram que ainda hoje há uma dívida social com o deficiente.

“Temos nesta magistratura três cadeirantes e alguns deputados engajados na causa das pessoas com deficiência. Isso mostra que podemos avançar nas políticas públicas para a inclusão respeitando três coisas: transversalidade, assegurando os direitos para todos; territorialização das políticas; e dar voz às pessoas com deficiência, dando autonomia. Nenhuma deficiência é maior que o ser humano. Hoje não é um dia qualquer. É um dia de luta”, ressaltou Erika Kokay.

“Todos mostramos que somos aptos para a missão à que fomos aclamados. Mesmo com preconceito e discriminação, chegamos ao Parlamento do país”, destacou Rosinha, que agradeceu aos parlamentares que os antecederam e aos integrantes de movimentos sociais em favor da pessoa com deficiência, que lutaram pela igualdade de direitos e fim do preconceito.

A Câmara dos Deputados terá uma programação especial até o dia 30 de setembro. Além da votação de projetos de lei e emendas relacionadas aos diretos da pessoa com deficiência, será aberta ao público a exposição itinerante “Memorial da Inclusão: os caminhos da pessoa com deficiência”, no Salão Branco do Congresso Nacional.