Aos 19 anos, Para-atleta se inspira no sul-africano Oscar Pistorius

Um dos momentos de maior expectativa do Mundial de Daegu de atletismo, encerrado no domingo, ocorreu quando o sul-africano Oscar Pistorius pisou na pista para disputar a prova dos 400 metros. Não que o atleta fosse um supercampeão como o jamaicano Usain Bolt. O que fazia Pistorius tão especial era o fato de ele estar ali sem as duas pernas e competir com próteses em meio a estrelas do esporte olímpico.

Pistorius foi o primeiro atleta paraolímpico do planeta a disputar um Mundial ao lado de rivais sem qualquer deficiência. E seu gesto abriu um precedente que um paraense de 19 anos chamado Alan Fonteles pretende um dia ter a chance de repetir.

Alan, a exemplo do sul-africano, não tem as duas pernas. Ao nascer, sofreu uma infecção que obrigou os médicos a realizar duas amputações um pouco abaixo do joelho. Quando fez 8 anos, o menino, incrivelmente, resolveu que queria correr. E usando as mesmas próteses que tinha para andar (totalmente inapropriadas para a prática do atletismo) juntou-se à técnica Suzete Montalvão na aventura que o levaria a se tornar um campeão mundial juvenil e a subir ao pódio nas Paraolimpíadas de Pequim-2008 no revezamento 4 x 100m, quando ficou com a prata.

Guadalajara
Hoje, 11 anos depois daquele difícil início de carreira em Belém, Alan Fonteles é um atleta promissor. Especialista nos 100m e 200m, ele recentemente começou a trabalhar também na prova dos 400m, em que bateu, na semana passada, em São Paulo, o recorde brasileiro ao cravar 57s27.

Disposto a brilhar no Parapan de Guadalajara e principalmente nas Paraolimpíadas de Londres-2012, Alan não esconde que a coragem de Pistorius o inspira a sonhar com feitos mais audaciosos. “O que ele fez muda bastante os meus sonhos”, reconhece. “Comecei a pensar em outras formas de competir. Pistorius abriu as portas não só para ele, mas para todos os atletas paraolímpicos e isso mostra a nossa capacidade de chegar às competições com atletas olímpicos”, ressalta.

Quem é ele
Nome: Alan Fonteles
Data de nascimento: 22/8/1992
Local: Marabá (PA)
Altura: 1,72m
Peso: 62kg
Classe: T43 (biamputados ou lesionados nos dois membros inferiores)
Principais resultados:
» bicampeão mundial juvenil
(nos 100m e 200m)
» recordista mundial juvenil nos 200m
» ouro no Mundial adulto da
Índia-2010, nos 100m e 200m
» prata nas Paraolimpíadas de
Pequim-2008 no revezamento 4 x 100m

Para depois de 2016

Apesar de estar orgulhoso pelo feito de Oscar Pistorius, Alan Fonteles não sonha, para agora, seguir o exemplo do sul-africano. Para ele, ainda há muito a ser feito na carreira paraolímpica antes que ele possa pensar em correr lado a lado com rivais sem qualquer problema físico.

“É algo que passa pela minha cabeça, mas, primeiramente, estou focado no paraolimpíco. No momento, estou voltado para o  meu objetivo, que é conseguir uma medalha de ouro em uma Paraolimpíada. Quero chegar a 2016 firme nessa meta. No Rio, vou estar com 24 anos. Ainda sou novo. Depois disso, acho que posso sonhar com o Troféu Brasil, um Mundial e até, quem sabe, com uma Olimpíada”, adianta.

Sobre Pistorius, Alan não esconde que quer voltar a competir contra ele no ano que vem. “No Mundial da Nova Zelândia, no início deste ano, fui terceiro nos 100m e no revezamento 4 x 100m. Competi com o Pistorius nas duas provas. Nos 100m, fiquei dois centésimos atrás dele, que foi medalha de prata”, recorda. “Foi muito bom ter terminado a prova tão perto dele. Me fez ver que estou no caminho certo. A vontade, agora, é voltar a correr contra ele, quem sabe nas Paraolimpíadas de Londres.”

Fonte: Superesportres