Pistorius na final em Daegu

O Mundial de Atletismo teve mais um dia histórico em Daegu, na Coreia do Sul. Primeiro atleta com deficiência a disputar a competição, Oscar Pistorius vai correr a final do revezamento 4x400m livre. O atleta, que tem as duas pernas amputadas e corre com próteses de fibra de carbono, ajudou a África do Sul a chegar na final com o tempo de 2m59s21.

A decisão será nesta sexta-feira. A África do Sul brigará por uma medalha com a Grã-Bretanha, Alemanha, Bélgica, Rússia e Quênia.

Semifinalista da prova dos 400m, Pistorius, de 24 anos, disse ter ficado “extremamente orgulhoso” de ter ajudado a África do Sul a chegar na final. Ele correu a primeira parte da prova por determinação da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) como forma de não haver risco de machucar outros atletas com suas próteses.

– É inacreditável ser escolhido entre os quatro e correr para o recorde nacional – disse o “Blade Runner”, ao comentar o tempo, que quebrou o recorde da África do Sul na prova.

– Estou extremamente orgulhoso. E chegar na final me deixa ainda mais feliz.

Pistorius começou a competir contra atletas sem deficiência em 2007, mas uma decisão da IAAF o baniu das competições porque a entidade considerou que suas próteses lhe faziam ganhar velocidade. Um ano depois, o atleta mudou o equipamento do qual era feito as próteses, foi submetido a testes científicos e conseguiu comprovar que não tinha nenhuma vantagem, ganhando a chance de buscar índices para competir nas principais competições do planeta.

Pistorius acabou não conseguindo índice para os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, mas nas Paraolimpíadas da China ele faturou o ouro nos 100m, 200m e 400m.

Fonte: O Globo

 

Anúncios