Dilma libera R$ 6,3 milhões para preparação de atletas paraolímpicos

O Ministério do Esporte repassou R$ 6,3 milhões para o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), com o objetivo de preparar os atletas para os Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara 2011, os Jogos Paraolímpicos Londres 2012 e Rio 2016. Os recursos serão destinados a natação, hipismo, tiro esportivo, atletismo, futebol de 5 e judô.

O valor servirá para contratar profissionais, adquirir novos equipamentos esportivos de ponta, promover intercâmbios esportivos com outros países e custear a participação em competições internacionais. Segundo o presidente do CPB, Andrew Parsons, a primeira ação realizada com o repasse do Ministério do Esporte foi o envio de atletas do hipismo à Europa para disputar as seletivas de Londres 2012. Um dos atletas enviados, Marcos Fernandes Alves, o Joca, já está classificado para as próximas olimpíadas.

Além das seis modalidades já contempladas, o convênio do Ministério do Esporte com o CPB beneficiará a esgrima em cadeira de rodas, o rúgbi em cadeira de rodas, o goalball e o halterofilismo. O repasse total chegará a mais de R$ 12 milhões. O repasse faz parte de uma força tarefa da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento, do Ministério do Esporte, realizada em dezembro de 2010 para empenhar os recursos do crédito suplementar aprovado em julho do ano passado pelo Congresso Nacional.

O Ministério do Esporte aprovou um repasse de R$ 90,1 milhões para confederações, prefeituras, universidades e outras entidades esportivas, com o objetivo de qualificar os atletas de alto rendimento para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio-2016.