Rondônia pode ficar fora da Paraolimpídadas Escolares 2011

A falta de incentivo do Estado e do município de Porto Velho pode deixar Rondônia de fora das Paraolimpíadas Escolares 2011, evento que é considerado como a maior competição mundial do gênero paraolímpico entre a faixa etária dos 12 aos 20 anos. A inscrição para o evento, que acontece entre os dias 26 e 30 de agosto, em São Paulo, encerrou-se no último dia 3 de junho e o Rondônia Clube Paraolímpico (RCP) corre contra o tempo junto ás autoridades para conseguir uma Carta de Representação que lhe dará direito de participar da competição.
Segundo o coordenador técnico do RCP, Silvo Corsino “Cubio”, o regulamento da competição em seu artigo 27 prevê a inscrição tardia de representantes estaduais por meio de Carta da Representação. A carta, segundo Cubio, só pode ser emitida pelo gestor estadual ou municipal de esporte que envolve a Secel e Seduc (Estado) e Semes e Semed (Município). “Estamos precisando apenas de uma carta para representar o Estado e mais nada”, ressaltou Silvio Corsino ao lembrar que Rondônia possui uma delegação de 25 atletas com chances de lutar por medalha em várias modalidades em disputa.

Em 2010, Rondônia participou da mesma competição e enfrentou o mesmo calvário. Nem assim deixou de representar bem o Estado. Ao final da competição, o Estado ficou na 12ª colocação (Geral), conquistou 11 medalhas de ouro, 9 de prata e cinco de bronze. “Ainda quebramos quatro recordes brasileiros no atletismo. No futebol de 7 ficamos na 4ª colocação”, lembrou Silvio Corsino. Representantes do RCP têm percorrido as secretarias competentes para agilizar a Carta de Representação, mas a missão vem esbarrando na omissão de alguns gestores.

Anúncios