Ceir recebe troféu pela participação na primeira Paraolimpíada

O Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) marcou presença na solenidade de entrega das homenagens para as entidades que colaboraram com a realização da paraolímpiada do Piauí.

O Superintendente Multiprofissional, Aderson Luz, recebeu, das mãos do prefeito de Teresina, Elmano Férrer, a homenagem em nome do Ceir. A solenidade aconteceu no sábado, no encerramento da caminhada da Acessibilidade e contou com a presença do governador Wilson Martins. O Ceir organizará uma solenidade para homenagear os atletas, treinadores e familiares pela excelente atuação no evento.

Quinze atletas do Ceir, com as mais diferentes idades, diagnósticos e períodos de reabilitação, participaram da paraolimpíada nas modalidades natação e futebol para amputados.

Naiara Maria, que competiu na natação, conta que “foi a minha segunda vez em disputas como essa, mas a sensação de liberdade que sinto quando estou nadando é única”. A jovem faz reabilitação no Centro a cerca de três anos e antes de começar o tratamento de reabilitação nunca pensou descobrir na natação, um tratamento de reabilitação física e concomitantemente, uma grande paixão.

“Eu fiquei muito empolgada de ver a Naiara nadando. Antes ela só queria ficar em casa, e depois de tanto tempo aqui no Ceir ela já canta, nada, conversa, ela é multimídia” comemora a mãe de Naiara, dona Gisele Soares.

Para os atletas que competiram no futebol de amputados, a empolgação foi à mesma. Os dois times formados por pacientes do Ceir demonstraram que a superação é uma meta diária na vida de cada atleta, já que o esporte requer muita força e habilidade.

Aderson Luz recebe troféu do prefeito Elmano Férrer

Elielson Pereira fez um dos gols da partida. Ele perdeu a perna esquerda em um acidente de trânsito e, através do esporte, descobriu que poderia acreditar na sua reabilitação. “Jogava como goleiro antes do acidente, nunca imaginei que voltaria a jogar futebol. Aqui no Ceir descobri que existia o esporte e desde então pratico. Tenho apoio incondicional da minha mulher e filho”, explica.

O governador afirmou que as pessoas deficientes são pessoas que acreditam e desejam a continuação do grande projeto de inclusão executado no Piauí. “Eram pessoas que viviam esquecidas ao longo dos anos e nunca houve tantas políticas públicas no Piauí em relação às pessoas portadoras de deficiência. Mas o governo pretende avançar ainda mais”, disse.

Seja na água ou na quadra, todos os atletas que competiram na primeira Paraolimpíada do Estado mostraram-se verdadeiros campeões.

Anúncios