Terezinha Guilhermina faz novo recorde mundial

A brasileira Terezinha Guilhermina bateu mais um recorde mundial na classe T11 (perda total de visão), nesta quarta-feira, 1º de junho. O feito aconteceu durante o Meeting Internacional da IWAS, em Bottrop (Alemanha), onde a velocista correu os 100m em 12s04, superando a melhor marca da prova (12s13), conquistada por ela, ao lado do guia Guilherme Santana, em janeiro, no Mundial de Para-Atletismo, em Christchurch (Nova Zelândia).

A parceria entre Terezinha e Guilherme começou em agosto de 2010 e tem dado certo. Na maior competição que correram juntos, na Nova Zelândia, a velocista conquistou o ouro em todas as provas que competiu: 100m, 200m, 400m e revezamento 4x100m. Nos últimos 15 dias, além do Meeting na Alemanha, a dupla disputou dois campeonatos na Inglaterra: Copa Inglesa (Knowsley) e Copa do Mundo BT (Manchester).

Para o coordenador técnico do para-atletismo no Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), Ciro Winckler, a bateria de provas que a atleta participou na Europa foram importantes para a evolução dos seus resultados.

“Ela estabeleceu uma meta  muito claradepois do Mundial de janeiro: tornar-se a atleta paraolímpica mais rápida do mundo. Hoje ela está empatada com a cubana Yunidis Castillo, T46 (amputados), mas pretende ainda neste ano correr abaixo dos 11 segundos”, revela.

Mineira de Betim (MG), Terezinha é de família humilde e entre seus 12 irmãos, cinco também são deficientes visuais. A velocista nasceu com retinose pigmentar (doença congênita) e perdeu a visão com o passar dos anos.

Dona dos recordes mundiais nos 100m, 200m e 400m, Terezinha conquistou quatro medalhas paraolímpicas (um bronze, em Atenas-2004; um ouro, uma prata e um bronze, em Pequim-2008) e foi eleita a Atleta Paraolímpica do Ano, pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), em 2006 e 2008.

Fonte: CPB