Parabéns Daniel Dias

Carta redigida pelo pai de Daniel Dias, Paulo Dias sobre o filho supercampeão paraolímpico. Hoje, 24/05, ele completa a sua primevera de número 23.

A vida de Meu Filho

19.09.70 – UMA DATA
1,970 Kg – UM PESO
A data de meu aniversário e o peso do meu único filho ao nascer.

Era um sábado como tantos outros se não fosse por um pequeno sangramento, onde começa uma história. A história de um menino que nasceu com trinta e sete semanas (37) de gravidez, pesando 1,970 kg e com quarenta e um (41) centímetros.

Daniel nasceu no dia 24 de maio de 1988 às 3:30 da madrugada, na cidade de Campinas. Quando Daniel nasceu, chorei muito sem saber o porquê. Mais tarde fui comunicada que meu filho era um garoto e que não tinha os pés e nem as mãos. Chorei muito e pedi forças a Deus. Quando pude me levantar e ir ao seu encontro, aqueles corredores da Santa Casa pareciam não ter fim. Ao me encontrar frente ao meu filho e passar a mão em sua pele e falar que era a mamãe, ele me sorriu. Jamais esquecerei aquele momento de tão grande emoção. Daniel ficou uma semana na incubadora, voltamos para nossa cidade de Camanducaia. O tempo foi passando. Comentários surgiram, mas fomos vivendo nossa vida.

Daniel fez um aninho, era uma alegria poder vê-lo evoluindo a cada dia. Em janeiro de 1991, na AACD – em São Paulo, recebi a notícia de que ele teria que passar por uma cirurgia para poder usar prótese. Em março do mesmo ano Daniel foi operado em Campinas no Hospital Vera Cruz. Foi um dos momentos mais difíceis pelos quais meu marido e eu passamos, nem gostamos de lembrar, pela dor e trauma que isso causou em meu pequenino filho. Daniel se recuperou e com 3 anos começou a usar uma prótese. Nos primeiros meses foi muito difícil. Ele tinha que ir constantemente a AACD em São Paulo para poder a acostumar a usar a prótese e é como se tivesse de aprender a andar. Foi difícil, como já disse, mas ele venceu e começou a andar. Foram momentos de lágrimas e vitórias.

Os anos foram passando. Daniel fez a pré-escola e o ensino fundamental. Nesse período começou a aprender a tocar bateria. Terminou o 3º colegial e pretende fazer faculdade de Engenharia Mecatrônica. No momento está fazendo Educação Física na USF (Universidade São Francisco). É também uma benção na Igreja, sendo o baterista da Banda.

Daniel é um jovem especial, não por ser deficiente, mas por ser ele mesmo, e por ser como é.

Daniel! Você é nosso orgulho e nossa escola diária, pois com você filho, aprendemos cada dia mais.
Deus nos deu a oportunidade de te criar e te formar, e hoje agradecemos a Deus a oportunidade que nos dá de vivermos com você e de estarmos a seu lado, e acima de tudo saber que você é de Deus e que você tem caráter e luta por seus sonhos.

Daniel não tem complexos, vê a vida sempre bela, ama viver e diz que tudo é capaz, basta acreditar nos seus sonhos.
Daniel! Hoje você está com 21 anos, e nós, seus pais aprendemos com você de que a vida é para ser vivida, um dia de cada vez, sem nos preocuparmos com o amanhã, e a noite é para repousar, que o amanhã será um novo dia, um novo despertar, uma nova etapa.

Daniel! Nós te amamos muito, muito, mas muito mesmo.
Parabéns e que Deus continue te abençoando cada vez mais.
Agradecemos a Deus por colocar você em nossas vidas, você é especial, é uma obra prima que ele planejou.
Em nossa vida temos muito que agradecer, primeiramente a Deus, pois colocou você em nossas vidas, e também a várias pessoas que foram colocadas em nosso caminho que nos ajudaram e nos deram forças – nossos pais, irmãos, amigos e irmãos da Igreja.

Daniel! Você é uma obra única e especial. Sua vida é preciosa para o Senhor, que o criou.

Seus pais.


Anúncios