Atletas cearenses na competição que acontece em Buenos Aires

O Open Paraolímpico de Natação, em Buenos Aires, terá representante cearense. Conheça algumas histórias dos atletas.

O nadador Henrique Gurgel, conta como sofreu o acidente “eu tive a deficiência em dezembro de 2005, foi lesão por arma de fogo em um assalto”.

O motivo da deficiência de Carlos Alberto foi o trabalho infantil.”acidente de máquina de arroz, por um descuido aconteceu”, declara o atleta. ele tinha 18 anos – terceiro entrevistado. O atleta sofreu preconceito por causa da deficiência “eu tive a exclusão dos meus amigos, com medo de brincar comigo, deles me machucarem

O nadador Ivan ficou deficiente devido a um tiro em uma discussão de bar “eu fui em um bar beber, teve discussão, confusão, o homem foi embora, depois quando ele voltou veio atirando ”, declarou.

Eles mergulharam nessa história de competir. Dentro d’água a deficiência parece sumir. E cada um já tem feitos na natação. Agora, vão disputar o Open Paraolímpico em Buenos Aires, na Argentina, que vale vaga no Pan.

Os que já foram pra Argentina, ano passado, se deram bem. O treinamento é pesado. Tem limitações e dificuldades, mas eles superam. São nadadores e guerreiros. A vida antes da deficiência ficou pra trás, os atletas estão em outra.

São atletas de história, cheios de vida, de vitórias, conquistas, garra e muitos outros adjetivos que remetem à superação. Nas águas, nem sobra espaço pra tal da deficiência.

Asssta aqui a reportagem completa http://tvverdesmares.com.br/globoesporte/open-paraolimpico-de-natacao/

Fonte: TV Verdes Mares