Para-atleta quer disputar provas Olímpicas e Paraolímpicas em Londres 2012

Oscar Pistorius, o “Blade Runner”, quer realizar no ano que vem a façanha que não conseguiu em 2008: correr ao lado de atletas paraolímpicos e convencionais.

Correr tanto nas Paraolimpíadas quanto nas Olimpíadas de Londres 2012, este é o objetivo do para-atleta sul-africano Oscar Pistorius. O velocista, que compete pela classe T44 desde 2004, já acumula recordes e títulos na carreira paraolímpica nas provas de 100 e 200m livres, mas nem por isso se dá por satisfeito. Em 2007, Pistorius foi convidado pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) a participar do Meeting de Atletismo de Roma, correndo ao lado de atletas convencionais.

O resultado foi o segundo lugar geral nos 400m e uma sensação, para Pistorius, de que poderia competir em qualquer prova de atletismo. Oscar nasceu com hemimelia fibular, uma malformação congênita no osso da perna que, na maioria dos casos, só se resolve por meio de amputação. Foi o caso dele.

O para-atleta, no entanto, costuma dizer que “não há nada que os atletas normais façam” que ele não possa fazer. Antes de ir às pistas, Pretorius praticou tênis, pólo aquático e rúgbi. Grande parte desta independência no esporte vem da mobilidade que suas próteses de fibra de carbono lhe proporcionam.

Fonte: Espaço Mulher, por Edênia Garcia