Daniel Dias quebra mais dois recordes mundiais e é o segundo melhor do Open de Berlim

Daniel Dias encerrou a participação brasileira no Open de Para-Natação de Berlim com chave de ouro: neste domingo, 1º, ele bateu mais dois recordes mundias: nos 100m livre, baixou seu tempo para 1min09seg44 – 90 centésimos a menos que a menos anterior. Pouco depois, na última prova da competição, Daniel nadou os 100m costa em 1min16seg40 e encerrou a sua participação com três novas melhores marcas do mundo – na sexta, ele havia batido o recorde dos 200m medley.

O resultado, fez com que o braslleiro fosse considerado o segundo melhor atletas (entre mais de mil) do Open de Berlim 2011: Daniel só ficou atrás do croata Mihovil Spanja, da classe S8. Em terceiro ficou o espanhol Mohaned Enhamed, da classe S11.

Brasil é destaque
Nos quatro dias de competição, o Brasil conquistou 39 medalhas (13 ouros, 19 pratas e sete bronzes). Além dos três recordes mundiais de Daniel, os brasileiros estabeleceram novas marcas das Américas e nacionais. Neste domingo, a atleta  Joana Maria Silva estabeleceu mais um recorde americano, na prova dos 200m Livre S5. o recorde anterior era de Marie Dannhaeuser, do Canadá, feito em 1980, com o tempo de 03:20.30, Joana fez 03:16,16.

O Atleta Talisson Henrique Glock, estabelece o novo recorde Brasileiro na prova dos 100m Costas, tempo 01:25,54.

“Fui uma competição importante, realizamos alguns testes na intenção de proporcionar uma melhor recuperação dos atletas entres as provas”, avalia o fisiologista da seleção Paulo Adriano Schwingel.

“Até Londres saberemos realmente quais os melhores métodos para ser utilizado em cada um dos atletas, assim cada atleta poderá diminuir a fadiga durante todo o evento”, afirma Paulo.

Anúncios