Brasil embarca maior delegação da história para Copa do Mundo de Tiro

A seleção brasileira de tiro esportivo embarca neste domingo, 1º de maio, para Alicante, na Espanha, onde disputará uma das etapas da Copa do Mundo da modalidade. Mesmo antes de acontecer, essa já é uma competição histórica. Primeiro, porque Brasil nunca levou tantos atletas para uma competição nacional.

“Sempre embarcávamos com equipes pequenas, mas desta vez oito atletas conseguiram o índice mínimo para a competição”, explica o Chefe de Missão, James Walter Lowry Neto, lembrando que cada time pode ter no máximo 10 atiradores.

A outra marca histórica brasileira é a participação das mulheres. Esta será a primeira vez que o país terá representantes em provas femininas: as paranaenses Beatriz da Cunha e Débora Campos fazem sua estreia em competições internacionais com armas curtas.

Além delas, outros três atletas competirão pela primeira vez fora do Brasil: Benedito da Silva, Geraldo Roshental e Peterson da Cruz. Todos com armas longas.

“Esperamos que eles consigam manter ou até melhorar a pontuação que vêm conseguindo aqui. O objetivo é que ganhem experiência”, justifica James.

Já para Carlos Garletti, Ricardo da Costa e Sérgio Vida a Copa do Mundo é uma oportunidade de conquistar MQS para as Paraolimpíadas de Londres 2012. A etapa de Alicante já garantirá 12 vagas para os Jogos do ano que vem: para o campeão de cada prova.

“Conquistar uma vaga agora seria ótimo, mas nosso foco é para que os atletas cheguem ao seu melhor e briguem por ela no fim do ano, na Copa do Mundo dos Estados Unidos e no Campeonato Mundial, na Austrália”, diz o técnico de armas curtas, Ricardo Miguel dos Santos.

Maior da história

A etapa da Copa do Mundo de Alicante é a maior da história do tiro esportivo. Mais de 240 atletas de 46 países competirão nas 12 provas que fazem parte do Programa Paraolímpico. As competições começam na quarta-feira, 4, e seguem até domingo, 8.

Fonte – CPB