Brasil briga pela 13ª posição no Mundial de Tênis em cadeira de rodas por equipes

As seleções brasileiras masculina e feminina brigam, nesta quinta-feira, 28, pela 13ª posição no Campeonato Mundial de Tênis em cadeira de rodas por equipes, que ocorre em Pretória, na África do Sul. Os homens terão pela frente a equipe da Colômbia, enquanto as mulheres enfrentam o time da Bélgica.

Na chave feminina, esta será a terceira disputa da equipe do Brasil. Natalia Mayara e Rejane Cândida foram derrotadas pela equipe da Colômbia, na terça-feira, por 2-0. Rejane perdeu para Angelica Bernal por duplo 6-2. Já Natalia deu trabalho para Johanna Martinez e, numa partida de quase três horas, perdeu por 2 sets a 1: 2-6 7-6(7) 6-7(5).

Desde 2008 que o Brasil não participava da competição com uma equipe feminina.

O time masculino, que ficou em nono ano passado, sabia que não seria fácil manter-se entre os dez primeiros do mundo. A derrota para a França, na estreia, havia dificultado, mas no confronto com a Austrália, na terça, Maurício Pommé deu esperanças ao time: ele venceu Michael Dobbie por 2 sets a 1 (5-7 6-2 5-7). Carlos “Jordan” não teve a mesma sorte: perdeu para Ben Weekes por 2 sets a 0 (6-2 6-0). Nas duplas, Pommé e Daniel Rodrigues deram trabalho, mas acabaram superados pela dupla australiana por 2 a 0 (7-5 7-5).

O Campeonato Mundial reúne 33 nações. No masculino são dois grupos de 16 países e no feminino um grupo de 16 somente.

Fonte: @cpboficial