Natação brasileira usa evento na Alemanha como preparação para Guadalajara, avisa Clodoaldo Silva

Em entrevista ao Blog Paraolímpicos, direto de Berlim na Alemanha, o nadador Clodoaldo Silva disse que a competição na Europa é boa para testar o nível dos paraatletas nacionais antes do ParaPan de Guadalajara, em novembro no México.

Clodoaldo vai nadar cinco provas na classe S5 (200m livre, 200m medley, 50m livre, 100m livre e 50m borboleta)

Blog Paraolímpicos – Qual é o seu objetivo no evento da Alemanha e o que podemos esperar de você?

CS – O grande objetivo é de treinar antes, durante e depois da competição. Isso vai me dar ritmo de prova para chegar muito bem no ParaPan, que acontece no final do ano e que é a competição mais importante de 2011. Se pegarmos o ParaPan como exemplo em importância de campeonatos, antes das provas nado no máximo 400 metros. Nesta competição, antes e depois das provas, eu irei nadar em média oito mil metros por dia.
Nunca prometi medalhas e também não vai ser dessa vez que vou fazer isto: Até mesmo porque não sou político. O que posso prometer é que vou fazer o meu melhor para conseguir o meu objetivo pessoal, contribuir para que a seleção brasileira possa sair daqui com um bom resultado e poder representar esse País com toda dignidade que o povo brasileiro merece.

Blog Paraolímpicos – Qual é o nível técnico da competição?

CS – Se formos avaliar pelo ponto de vista de boas marcas aqui na Alemanha, será um nível médio porque todas as seleções vieram para treinar e esta não será a principal competição no calendário deles. Mas, se avaliarmos por outro ponto de vista que é a presença dos maiores nadadores do mundo neste campeonato, o evento será bem emocionante e empolgante. Por este motivo, quem vier ao parque aquático assistir o torneio, não ira se arrepender.

Blog Paraolímpicos – O período de treinos serve como base e polimento para o calendário 2011?

CS – Servira como base, mas não polimento. Este polimento acontecera semente três ou duas semanas antes do ParaPan de Guadalajara.

Blog Paraolímpicos – O Brasil vai com quase 20 atletas. Isso é um marco para a natação paraolímpica do País? Já houve algo parecido, sem contar, é claro, Pan e Paraolimpíada?

CS – Desde de 2007 que vem acontecendo essa nossa ida para campeonatos internacionais com um grande número de nadadores brasileiros. Costumo dizer sempre que o esporte paraolímpico, em todas as modalidades, está em evolução constante. Por este motivo, o esporte paraolimpi9co em nosso País é uma potencia mundial.

Anúncios