Judoca paraolímpico de Mogi pontua o Brasil para as Paraolimpídas de Londres em 2012

O Judoca Paraolímpico da Seleção Mogiana, Halley Damião Arruda de 31 anos, da Classe Visual B1(Cego), da Categoria Meio-Médio até 81 Kg., integrante da Seleção Brasileira nos Jogos Mundiais 2011 da International Blind Sports Federation- IBSA, evento dirigido ao segmento da pessoa com deficiência visual de baixa visão e cega, retorna da Cidade de Antalya na Turquia, onde permaneceu no período de 01 a 11 de Abril.

Harlley participou da Categoria Individual e venceu o primeiro confronto com duas técnicas de projeção e obteve a pontuação Ippon por combinação de dois Wazari contra o Frances Cyril Jonard, mas perdeu o segundo por Ippon de projeção para o Alemão Mathias Krieger, Campeão Mundial de 2010.

Na repescagem, Harlley ganhou do anfitrião, o Turco Gokmen Aydin com uma bela técnica de projeção obtendo o Ippon. No Confronte seguinte aonde o Brasileiro iria para a disputa de Bronze, foi interceptado pelo judoca Russo Anatoly Schevchenko. Harlley ao tentar projetá-lo foi surpreendido por um contra golpe, não conseguindo reverter, pois o Russo lutou retrancado, perdendo por wazari e ficando na sétima Colocação Geral.

Para Hélio Rong Junior, Técnico da modalidade Judô da Secretaria de Esportes e Lazer de Mogi das Cruzes, o judoca Harlley tinha a missão de projetar o Brasil no Ranking Internacional Paraolímpico, para pontuar a categoria até 81 kg do masculino para a vaga nas Paraolimpíadas de Londres em 2012.

Arruda conquistou a pontuação para o Brasil ao ficar entre os sete melhores do Mundo, infelizmente ele pegou o Campeão Mundial de 2010 logo na segunda luta. No Mundial de 2010 esta categoria obteve a nona colocação e este ano a sétima. Rong observa que ainda poderemos melhorar esta colocação, pois ainda este ano, no período de 19 a 27 de novembro, teremos o Jogos Para-panamericanos de Guadalajara no México e este evento é a última oportunidade para melhorar o Ranking do Brasil nas categorias do masculino e do feminino, inclusive as que não pontuarão. Rong complementa que na competição por Equipes, o Brasil realizou o primeiro confronto com a Grécia e vencemos com louvor depois a Ucrânia, com a participação do judoca Harlley e vitória por Ippon de projeção com oito segundos de luta, na semifinal o Brasil perdeu da Rússia e na disputa de bronze com a França outra derrota, terminando na quinta posição por Equipe.

O Brasil subiu ao pódio na Categoria Individual com a judoca Daniela Bernardes Milan -63 kg, com medalha de ouro, Lúcia Teixeira -57 kg. Vice e Bronze com Tetracampeão Paraolímpico, Antônio Tenório, pontuando para o Brasil.
A Classificação Geral do Mundial por País foi 1ºLugar Azerbaijão, 2º Ucrânia, 3º Japão e 4º Brasil.
Harlley no masculino foi o segundo melhor resultado para a Seleção Brasileira. Um grande orgulho para os munícipes da Cidade de Mogi das Cruzes.
Harlley é integrante da Seleção Mogiana de Judô Paraolímpico, representada pela Secretaria de Esportes e Lazer de Mogi das Cruzes em parceria com a Entidade de Classe Olhar Tátil- Associação dos Deficientes Visuais e Amigos.

O Projeto Judô Paraolímpico está na sua sexta participação em eventos Internacionais e já revelou seis judocas para a Seleção Brasileira, faltando somente à participação Paraolímpica (Olimpíadas).
Convido a iniciativa privada a participar e acreditar neste nicho de mercado, de visibilidade garantida.
Participe deste sonho que já é realidade.

Apóie o Projeto “Londres 2012” e “Paraolimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro.”

Fonte: Esportesite