São José quer capacitar professores de educação física

Nem todos sabem ou imaginam que estudantes com algum tipo de deficiência podem participar das aulas de Educação Física. Por medo de ocorrer algum acidente ou não conseguirem realizar as atividades, muitos não frequentam as aulas.

Para que eles possam participar das aulas de forma ativa, a Assessoria de Políticas para Pessoa com Deficiência (APDE), em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, realiza entre hoje (7) e amanhã (8), um seminário  de capacitação de professores de Educação Física.

Segundo a assessoria de imprensa da APDE, a estimativa é que 60 pessoas participem do curso nos dois dias.

Claudia Braz, uma coordenadoras do curso, afirma que objetivo é capacitar os professores de Educação Física, da Rede Municipal de Ensino de São José dos Campos, a trabalhar a diversidade e limitações durante as aulas. “Queremos que todos os alunos tenham condições de participar das aulas sem que a deficiência atrapalhe”, comenta.

O curso será realizado em duas etapas, no primeiro dia, os grupos tratarão das deficiências física e visual. No segundo dia, o foco serão as deficiências auditiva e intelectual.

Braz explica que os professores serão capacitados de forma teórica e prática. “Nas oficinas práticas, eles realizarão atividades que os colocarão no lugar dos alunos com deferência”.

Cada deficiência será tratada por profissionais especialistas no paradesporto. A física ficará por conta de Rosecler Ravache. Os esportes para quem tem deficiência visual serão abordados por Antonio João Menescal Conde. No segundo dia, os esportes para deficiência intelectual serão o tema de Verena Junghanel Pedrinelli e Vinícius Savioli. O especialista Júlio César Prado Pereira de Souza falará sobre o paradesporto e deficiência auditiva.

Alunos

A Secretaria Municipal de Educação estima que 600  alunos com alguma deficiência estão matriculados na rede pública da cidade tem em 2011. A coordenadora de Educação Especial, Célia Raposo, afirma que estão incluidos alunos do ensino infantil, fundamental e Educação para Jovens e Adultos (EJA).

Fonte: @luisdanieljor

Anúncios