Meninos do goalball lutam, mas ficam fora de Londres

Quando o Brasil entrou em quadra nesta quinta-feira para atuar diante da Finlândia, apenas uma vitória interessava para que a equipe seguisse com chances de classificar-se à próxima fase e continuar lutando por uma vaga nas Paraolimpíadas de Londres no ano que vem. No entanto, a expulsão de Thiago no início da partida fez com que a seleção tivesse que atuar com um jogador a menos. Isso, somado à bela atuação do adversário, fez com que o placar final, 13 x 3 para os finlandeses, não tenha sido surpreendente.

Nesta sexta, as esperanças depositadas em uma vitória de goleada sobre os húngaros e um conjunto de outros resultados favoráveis foram por água abaixo após o empate em 6 gols.

“Às vezes a gente tem que ser realistas com nós mesmos e é aí que as coisas são mais duras. Joguei, joguei mal e tenho que aceitar”, desabafou o atleta Urece, a serviço da seleção, Filippe Silvestre. Ele e o restante da equipe tentarão agora o nono lugar, em jogo contra a forte equipe da Eslovênia.

Fonte: Urece